Em destaque

Verdade ou desafio – Crítica

Verdade ou desafio, filme norte-americano de terror/suspense, lançado em 2018, dirigido por  Jeff Wadlow  com roteiro dele, Michael Reisz, Jillian Jacobs e Chris Roach. O filme conta a participação da atriz Lucy Hale, de Pretty little liars, Tyler Posey, de Teen Wolf, Violet Beane, de The Flash, Hayden Szeto . O filme me chamou muito a atenção sob a questão daquele terror meia boca, mas com certos conceitos como não jogue com estranhos ou aonde você consegue ir jogando com algo que você não conhece ?.

Uma produção da produtora Blumhouse Pictures, aquela produtora de filmes de terror de baixo orçamento, do californiano Jason Blum, que trouxe um filme repleto de realizações províveis daquele tipo de terror baseado em acampamentos, como ideia central.

Olivia, Lucas e um grupo de amigos viajam ao México como uma despedida antes da formatura. Lá, um estranho convence um dos estudantes a jogar um aparentemente inofensivo jogo de verdade ou desafio com os outros. Ao começar, o jogo desperta algo maligno – um demônio que força os amigos a compartilharem segredos sombrios e confrontarem seus medos mais profundos. A regra é simples, porém cruel: fale a verdade ou morra, faça o desafio ou morra, e se parar de jogar, também morre.

O design de produção e de arte de Melanie Jones foi intensamente colocado em vistas do

CRÍTICA | Verdade ou Desafio

sofrimento dos jovens durante ao filme. O sorriso marcante no filme, os efeitos digitais e até os cortes preciso, mesmo que alguns com exageros mostrou ser um projeto dramático como suspense e não terror.

A ideia de trazer aquela entidade maligna como forma de assustar os jovens como meio de entregar os seus segredos mais obscuros e desejos impróprios foi um acréscimo ou talvez um bom ponto para deixar o filme mais cativante, mais impressionante e ao mesmo tempo com esse teor mais suspensivo. O filme entrega uma demanda nova, que apesar de ter seus pontos negativos no desenvolvimento do terceiro ato trazendo certas dúvidas de uma das personagens ( Olívia), que no início da trama mostrava-se e mostrou aquela personagem segura, mas ao desenvolver da trama, coerentes e responsável, mas que percebendo nas consequências a personagem perde muitas instabilidades emocionais dentro desse filme.

O filme é muito bom, traz um roteiro repleto de técnicas de fotografias , planos e excelente performance dos produtores.

Nota: 6,0

Avaliação: 4 de 5.

Em destaque

A barraca do beijo 2 – Crítica

A barraca do beijo,ou the kissing booth 2, filme dirigido e escrito por  Vince Marcello, que conta a história da menina chamada Elly, que passa por diversas mudanças provocadas no primeiro filme com o namoro com Noah Flynn(Jacob Elordi), irmão do seu melhor amigo Lee Flyn( Joel Courtney). Neste segundo filme, o roteiro se pendurou muito nas próximas aventuras de Lee e Elly que ambos, estão passando por essas mudanças. Elly está em um relacionamento a distância com Noah . Lee está tendo problemas de relacionamentos com Rachel, namorada que teria conhecido na barraca do beijo no primeiro filme.

A Barraca do Beijo 2 - Filme 2020 - AdoroCinema
The kissing booth 2

O filme começa de uma forma legal, apresentando as fotos, as histórias que aconteceram depois do baile quando Noah disse sobre seus sentimentos para Elly. O roteiro estava definidamente agradável, respeitando todos esses elementos que o primeiro colocava, o enquadramento estava legal, com algumas atuações principalmente do personagem de Noah(Jacob Elordi). Sua representatividade era algo que, por consequência do primeiro filme foi algo que não se resolveu. Os clichés do primeiro filme até diminuíram como o machismo existente, porém ainda estava lá. A presença de personagens novos impactaram e deixaram a história mais adequada ou talvez menos chatas. O personagem Marco(Taylor Zakhar Perez), um personagem que atribui sendo aparentemente bonito, sentimentos legais até para as devidas características desse personagem, o que acaba que você acaba tendo uma harmonia com esse personagem ignorando a originalidade do que o filme pretende com tal informação. Piadas sem graças e sem clima durante todo o desenvolver da comédia.

O que parece ser algo definido pela direção/roteiro de Vince Marcello, impossiblitando os próprios clichés que esse tipo de trabalho audiovisual/cinematográfico pode apresentar constituindo a caracterizações desses próprios personagens como um

A Barraca do Beijo 3 na Neflix, Data de estreia, enredo e Mais

desaproveitamento de cada personagem; a base que cada um se comporta com determinada situação, a inveja ou ciúmes de outros, e a confusão no roteiro querendo manter uma história sendo imprópria e ao mesmo tempo confusa durante o filme.

O que não deu para cair bem nessa sequência é o próprio roteiro do filme que se torna chato quando as confusões com Elle vai acabando se tornando, sem sobra de dúvida ” confuso”. Aos novos personagens e instilados temas como, por exemplo a competição de dança ou talvez quando um personagem quebra algumas regras como Elly e Lee, criando uma confusão ou briga.

Barraca do beijo 2 deu certo para o que se colocou para dar,mas tendo um olhar crítico, filme de Vince Marcello NÃO PASSA DE UMA CONFUSÃO ATRÁS DA OUTRA E OS NOVOS PERSONAGENS SÓ TORNARAM O FILME MAIS INADEQUADO APESAR DAS BOAS COISAS QUE O FILME TENTOU TRAZER .

Avaliação: 0.5 de 5.

Nota : 3,0

Em destaque

O homem invisível – crítica

The Invisible Man  (O Homem Invisível) é um filme estadunidense de 2020, do gênero ficção científica e terror, escrito e dirigido por Leigh WhannellElisabeth Moss estrela o filme.

O Homem Invisível - Filme 2020 - AdoroCinema

O filme traz temas específico visto de um ponto de vista a respeito que precisam ser quebrados: a mulher deve estar com quem ela quer estar, e quando sofre abusos físicos , sexuais, ela deve sair fora, ou denunciando, mesmo que seja difícil. Elizabeth Moss está muito bem nesse filme, pois seu desenvolvimento como mulher , mesmo desesperador traz uma forma feminista de pensar: o homem pode me matar.

O desenvolvimento de um novo filme baseado no livro de HG Wells ,de 1897, começou em 2006. O projeto foi revivido como parte do universo cinematográfico compartilhado da Universal em 2016, destinado a consistir em seus monstros clássicos, com Johnny Depp anexado para estrelar o filme. papel do título. Depois que o The Mummy foi lançado em 2017 por falha crítica e retorno financeiro, o desenvolvimento foi interrompido em todos os projetos. No início de 2019, o estúdio mudou seus planos de um universo serializado para filmes baseados em histórias individualizadas e o projeto reentrou no desenvolvimento. A fotografia principal durou de julho a setembro de 2019 em Sydney , Austrália.

Fique em casa: 'O Homem Invisível' e faroeste censurado de Howard ...

É muito importante ter filmes clássicos visto em novas perspectivas, dando tanto valor a uma nova história, mas também a novos personagens, quebrando paradigmas conceituados no meio social no qual vivemos, não somente em relação ao conceito do abuso, mas das consequências que muitas pessoas ignoram.

O filme recebeu muitas críticas positivas, principalmente pela exemplar atuação da atriz Elizabeth Moss, que interpretou muito bem a personagem, e um ponto que eu gosto nos filmes de ficção é o desempenho do personagem na trama .

Jason Blum revela qual outro monstro gostaria de adaptar em nova ...
Os 10 Melhores Filmes da Blumhouse | CinePOP

A produção de Jason Blum é algo magnífico, que irá produzir Halloween Kills, seus projetos ou seus trabalhos são excelentes trazendo sua própria produtora independente Blumhouse Studios, a típica produtora dos filmes de terror de baixo orçamento. Subdividida em cinco parte: Haunted Movies, BH Tilt, Blumhouse International ,Blumhouse Television ,Blumhouse Books.

A combinação de sustos com “uma narrativa inteligente sobre como as pessoas podem ser manipuladas e abusadas em relacionamentos prejudiciais” faturando US$128 milhões em um orçamento de apenas US$7 milhões.

O Homem Invisível”, filme com Elisabeth Moss, ganha novo trailer tenso

O filme conta a história Cecília Cee, que está em abusivo relacionamento com o cientista Griffin (Oliver Jackson Cohen). Cee foge da casa dele, onde entra uma trilha sonoro estrondosa ciando um clima de suspense, violento e abusivo (minutos iniciais do filme). Ela consegue fugir, e fica hospedada na casa do policial James Lanier ( Aldis Hodge), e com a filha dele Sidney (Storm Reid). Talvez ele teria morrido sendo motivado a se suicidar, mas será que ele estaria morto de verdade?

O homem invisível" e "Você não estava aqui": veja as estreias da ...

A dramatização da personagem deixa ainda mais a história cativante, mesmo quando ela parece que ver coisas, pensando e percebendo que seu namorado, pode se dizer assim, estava de volta, mas como? É aí que as coisas começam a ficar mais complicadas. Griffin estava lá, e buscava continuar seu abuso e machucar quem for impedir.  

A notícia que seu ex se matou e o testamento deixava US$5 milhões para ela na condição de Cecilia não ser considerada mental ou fisicamente incapaz. É aí que o personagem O homem invisível aparece sendo impressível ter uma verdadeira imagem ou não mostrando-se mais perigoso sendo invisível capaz de provocar grandes mortes.

Filmes dirigidos por David S. Goyer * Melhores Filmes

O desenvolvimento de um novo filme de O Homem Invisível começou já em 2006, quando David S. Goyer foi contratado para escrever o roteiro.

Goyer permaneceu ligado ao projeto ainda em 2011, com pouco ou nenhum desenvolvimento adicional no filme. Em fevereiro de 2016, o projeto foi revivido com Johnny Depp como personagem titular e Ed Solomon escrevendo o roteiro.

Foi revelado como parte de um universo cinematográfico planejado ,com a reinicialização moderna da Universal Pictures de seus monstros clássicos. A futura série de filmes estava marcada para começar em 2017 com The Mummy ,estrelado por Tom Cruise ,Sofia Boutella e Russell Crowe , seguido por um remake de The Bride of Frankenstein em 2019. Uma imagem divulgada em maio de 2017 de Depp com Cruise, Boutella, Crowe e Javier Bardem ,que foi escalado para interpretar o monstro de Frankenstein ,anunciou esse mundo compartilhado como o Universo das Trevas . O diretor da Mummy ,Alex Kurtzman, afirmou que os fãs devem esperar pelo menos um filme por ano da série. No entanto, uma vez que The Mummy foi lançado para recepção crítica negativa e retornos de bilheteria considerados insuficientes pelo estúdio, foram feitas alterações no Universo das Trevas para se concentrar na narrativa individual e se afastar do conceito de universo compartilhado.

A fotografia principal começou em 16 de julho de 2019 e terminou em 17 de setembro de 2019 em Sydney, na Austrália.

Em 22 de fevereiro de 2020, durante uma entrevista ao ReelBlend Podcast da Cinemablend, Whannell afirmou que o filme nunca foi planejado para fazer parte de qualquer universo cinematográfico, incluindo o Universo das Trevas

“Foi estranho, este filme surgiu de uma maneira realmente aleatória. Não era como se eu estivesse conectado a algum tipo de construção do mundo. Acabei de terminar o Upgrade , eles me chamaram para uma reunião com alguns desses executivos da Universal e da Blumhouse (…) Eu vou a essa reunião e eles realmente não conversaram sobre o Upgrade . Eles disseram que gostaram e seguiram em frente. Então, eu estou sentado neste sofá pensando: ‘Para que eu estou aqui? esta reunião? E eles começaram a falar sobre o homem invisível”.

O filme é uma forma, artística até de dizer que um relacionamento pode ter seus baixos, mas você precisar tomar uma inicitiva, caso que isso traga-lhe dores ou até sua morte, e podendo perceber que é um problema gravíssimo : feminicídio- muitas pessoas devem perceber que precisam denunciar , pois tudo isso apresentada no filme: de uma forma histórica e psicológica acontece de verdade.

Benjamin Wallfisch compôs a música para o filme,Back Lot Music lançou a trilha sonora.

Em 31 de maio de 2020, The Invisible Man faturou US $ 66,7 milhões nos Estados Unidos e Canadá e US $ 61,8 milhões em outros territórios, totalizando US $ 128,5 milhões em todo o mundo.[25][26]

Nos Estados Unidos e no Canadá, o filme foi projetado para arrecadar de US $ 24 a 30 milhões de 3.610 cinemas em seu fim de semana de estreia.Ele faturou US $ 9,8 milhões em seu primeiro dia, incluindo US $ 1,65 milhão nas visualizações de quinta à noite. O filme estreou com US $ 28,9 milhões, superando as bilheterias.O filme faturou US $ 15,1 milhões em seu segundo final de semana (queda de 46%) e, em seguida, US $ 5,9 milhões em seu terceiro fim de semana. No quarto fim de semana do filme, devido aos fechamentos de teatro de massa em todo o país causados ​​pela pandemia de COVID-19 ,ele faturou US $ 64.000 em 111 locais, a maioria drive-ins.

Avaliação: 5 de 5.

Em destaque

A morte te dá parabéns I e II – Crítica

De repente, você é assassinada no seu aniversário, mas você acaba morrendo, e quando percebe, você acorda. Mas será que você vai aguentar fazer isso por muito tempo?

A morte te dá parabéns ( Dir:Christopher B. Landon), é assim – uma mulher, aluna de Enfermagem ou medicina, Tree ( Jéssica Rothe), acaba de fazer seus anos de vida, parece ser 21 anos, acaba morrendo em seu aniversário, mas parece que ela acorda de novo e têm que indo descobrindo o motivo do devido ocorrido, justificado no segundo filme, pelo fato de Ryan( Phi Vu), ter criado um projeto cientifico que muda o tempo/espaço, juntamente com seus colegas Dre( Sarah Yarkin) e Samar Gosh(Suraj Sharma).

Resultado de imagem para A Morte Te Dá Parabéns 2 elenco

A diferença entre os dois filmes são as mudanças dos protagonistas principais, que no primeiro filme , foi a vez de Tree, passando pelo mesmo ataque de formas diferentes, caracterizando sempre em sua morte. Filmes como esse como: Nu: 2017- dir: Michael Tiddes.

Existem vários motivos científicos, que mesmo com alguns clichés próprios dos filmes, que fazem com que a trama continue sendo engraçada, mesmo questionando, também , sobre os esteriótipos desses filmes de slashers, mas acreditamos ser um filme de terrir, um terror com um intuito de ser ou colocar um pouco de comédia dentro da trama do terror.

Começando pelo primeiro filme, na vinheta da universal faz o jogo do próprio filme, repetindo duas vezes, o que faz muito com filmes como : Bohemian Rhapsody(2018) e outros filmes, pois dar uma forma coerente de dizer muito sobre a produção.

A Morte Te Dá Parabéns 2

No primeiro filme se diz muito do que se tratava as mortes provocada pela sua colega de quarto, Lori Splenger (Ruby Wylder Rivera Modine), que sempre entregava um bolo, que neste estava envenenado. Lori manipulou a todos e por todos mas estava lá escondida, como uma personagem neutra, e mesmo que alguns momentos pareçam que a personagem pareça fraca,indispensável , faz uma alegoria a uma novo tipo de terror que deu muito certo para mim.

O segundo filme tenta explicar muita das coisas do primeiro, como flashbacks da franquia, o que para muitos nem é considerado uma grande franquia assim, mas talvez penso de que é uma ótima coleção desse novo terror, e mesmo que pareça ter error medonhos, bizarros e até insuportáveis, deu certo. Com uma bilheteria nessa continuação de  64,6 milhões USD, e um orçamento de 9 milhões USD (2018).

O slasher é visto muito das vezes como um cara que pretender mesmo matar somente a pessoa certa, o que não faz muito sentido, pois o serial killer mata a todos e para todos , não deixando rastros e nem nada relacionado a isso. Com uma máscara original e pouco infantil, o personagem( que pode ser qualquer um), faz alegoria de ser controlada por inúmeros ou inúmeras pessoas.

Dirigido por Christopher B. Landon, um cara de 45 anos, que dirigiu algumas coisas como PARANOIA (2007), atividade paranormal (2014). Roteirista, produtor e coo-produtor de cinema, nasceu em Los Angeles, em 1975.

O produtor Jason Blum, produziu otimos filmes como Halloween 2018, e alguns longas de terror, corra, e outros. Blum é um produtor estadunidense. Foi indicado ao Oscar de melhor filme na edição de 2018 pela realização da obra Get Out e na edição de 2015 por Whiplash.

O diretor de fotografia é por Toby oliver.

O filmes ou os dois filmes dessa sequencia é como você assistir algo da mesma forma , porém com novas informações, o que deixa a trama muito mais divertida, muito mais adequada ao projeto. Um nova informação é feita de quando, ela tem a oportunidade de rever sua mãe, como se a maquina do tempo de Ryan e seus amigos pudessem ter mudados o passado, mas revivendo o futuro naquele devido presente. Ao ter sua mãe, Tree, percebe que mudando o passado, coisas que ela conquistou como o seu namorado, Carter(Israel Broussard), que estaria com Danielle (Rachel Matthews), uma atriz que fez frozen, happy day death I,II e mulher gata.

Mudar o passado é bom, mas quando afeta o seu futuro pode ser fatal. Um bom filme.

Avaliação: 3 de 5.

Em destaque

Maria e João: (Gretel & Hansel, 2020) O conto das Bruxas

Mais uma fantasia, ou mais um pesadelo? Maria e João, uma história que provavelmente você escutou quando tinha seus oito anos, quando criança. Mas, dessa vez, as coisas podem ser mais esquisitas do que o normal.

A menina que comprava livros: Menina que via Filmes: Maria e João ...

Maria e João(Gretel & Hansel, 2020) é um filme voltado para a Maria. Normalmente, por princípios históricos, os filmes de João e Maria, e incluo João e Maria: Caçadores de Bruxas: 2013, mas Maria e João: O conto de Bruxas é um projeto mais aterrorizante. Maria ( Lilly Collins), e seu irmãozinho João(Sammy Leakey), buscando moradias, e comidas pelo bosque, acabam encontrando um casa, com muita comida, um lar quentinho, mas encontram uma senhora esquista Holda (Alice Krige). No cinema, existem várias e várias adaptações dessa história e basicamente é a mesma coisa, porém conceitos diferentes, com roteiros diferentes. Um filme dirigido por OSGOOD PERKINS (II).

Após conhecerem Holda, o que deu muito para aparecer é que Holda, parecia ser a personagem ou vilã do filme, mas quando termina de assistir percebe que há algo diferente do que a história está contando.

Maria acaba descobrindo seus truques, mas é um filme que você assiste, mas não entende muito. Sem nexo, sem conteúdo e basicamente chato. Em virtude disso, nem tanto dizendo sobre o que é feito nesses estilos do terror, me fez lembrar bastante filmes como A bruxa : 2015, talvez pela paleta escura com tons do vermelho ao preto e do preto ao verde mais escuro. Planos feitos para deixar os personagens mais a vontade na trama, mas com dúvidas quando descobre que Maria ( Lilly Collins), que acabara de descobriri seus poderes herdados de uma bruxa, mas que fazem tanto um sentimento profundo de uma analise do filme JOÃO E MARIA : CAÇADORES DE BRUXAS, sendo que naquele filmes, os personagens estavam concentrados na trama da bruxaria como um conceito de elimina-la. Já esse projeto, é mais convicto de aceita-la, toma-la pra si e tentar provar que existem lá os tipos de bruxarias, o que não faria sentido dentro da trama.

A sensação de assistir ao filme é que se tratava de um projeto de terror psicótico , mas no final parece mais um projeto simples, com uma estrutura básica e pouco do que muitos já estão falando. Apesar dessa confusão na produção, o que não foi desnecessária, vale importante lembrar que tem várias simbolias ou simbolismos.

Maria e João: O Conto das Bruxas não é uma história de terror comum. É uma história mais sombria do que assustadora, muito mais sobre uma atmosfera de medo do que sobre sustos; mais estranha e incômoda do que sangrenta. Perkins bebe de fontes como Robert EggersAlejandro Jodorowsky e Luca Guadagnino, repensando junto com eles o que define o horror enquanto gênero, em um exercício de frequente subversão. No fim das contas, não são bruxas ou fantasmas ou florestas obscuras o que de mais assustador existe nesse mundo; é a escuridão que habita em cada um de nós.

Tradicionalmente transmitido de forma oral, a versão de João e Maria imortalizada pelos irmãos Grimm foi adaptada para um público diferente — no caso, a classe média do século XIX —, em contraste com as classes mais baixas da Idade Média, entre os quais havia se originado.

Nota : 5,0

Avaliação: 1.5 de 5.
Em destaque

Halloween 2018 (crítica)

Resultado de imagem para halloween 2018

Mais uma sequência de um serial killers sádito, bruto e vingativo. Michael Myers volta de novo, e dessa vez busca vingança contra sua irmã, Laurie Strode ( Jamie Lee Curtis). Preso na penitenciária, e sendo estudado pelos jornalistas, em vistas de pesquisa sobre o assassino Michael, que acabam morrendo na metade do primeiro ato, descobrem de que Michael e Larie eram mais que irmão, o que parecia ser ímãs.

O que parece tornar a trama do filme cada vez com um suspense mais adequado em mais uma grande produção de terror de slashers.

O assassino ou Michael Myers ( Nick Castle), mostrando-se seguro em várias cenas de sua volta a cidade, onde seu principal é objetivo é continuar a matança, o que é a sua marca. O primeiro filme de Halloween, por John Carpenter, com as mesma adaptações, e o que não se discute sobre o que é melhor ou pior num clássico de terror como Halloween. O que foi legal nesse filme foi a forma como o diretor entregou as cenas , por exemplo, quando Laurie ver no mesmo lugar Michael Myers, o que ficou extremamente importantíssimo. O que aconteceu muito nos outros seis filmes, os clichés que vemos naqueles filmes, não aconteceram da mesma forma, o que fortaleceu , para muitos que gostam do gênero do terror.

Download Full Movie Halloween (2018) | Observa Moda

Uma das coisas mais incríveis que você encontrará , e isso é um ponto crucial nessa continuação, e não confunda com remake, Halloween (2018), não pode e nem deve ser considerado um remake, mas uma continuação de variados outros filmes de uma franquia , onde tenham que colocar uma senhora de idade, por volta dos seus 60,70 anos e enfrentar um medo de que teria arrasado anos e anos de sua vida, o que para sua filha e outros acreditaram que ela estava maluca , ou algo relacionada a esse tipo de coisa. A maioria das vezes, nos homens é impossível por questões patriarcais, ou mesmo pela própria industria não gostar desse tipo de coisa .

Sendo a décima primeira da franquia de Halloween, retomando quarenta anos após os eventos do filme original, sem levar em conta as sequência anteriores. O co-criador da série, John Carpenter, serve como compositor, produtor executivo e consultor criativo para o filme, que será distribuído pela Universal Pictures, sua primeira participação na franquia de Halloween desde o filme de 1982 Halloween III: Season of the Witch.

Após o lançamento de Halloween II de Rob Zombie, uma continuação do remake de 2007 do original, dois sucessos consecutivos entraram em desenvolvimento pela Dimension Films, ex-detentora de direitos, respectivamente, mas nenhum deles alcançou bons resultados. Como resultado, a empresa perdeu os direitos, que foram posteriormente obtidos pela Blumhouse Productions com a participação de John Carpenter. Carpenter, que não concordava com a versão do remake do principal assassino, Michael Myers, queria que o próximo filme de Halloween fosse muito mais aterrorizante do que as sequências anteriores. Os cineastas David Gordon Green e Danny McBride, que já eram fãs, propuseram sua visão para Blumhouse e Carpenter. Foi aceito e desenvolvido em uma sequência direta do original, com Jamie Lee Curtis e Nick Castle reprisando seus papéis como Laurie Strode e Michael Myers, respectivamente. Castle aparece brevemente como um meio de transição do papel para o ator e dublê James Jude Courtney, que também interpreta Michael. O filme também é estrelado por Judy Greer, Andi Matichak, Will Patton e Virginia Gardner.

Fica claro, que Halloween não é só uma regravação

Halloween 2018 - Movie Review

, não um remake, mas uma continuação. Partindo do pressuposto do filme apresentar novos e baixos clichés, e uma observação feita ao longa desse filme, e que os personagens devem estar mais consistente e conscientes de que , Michael Myers é o perigo, diferente o que , Halloween Halloween – A Noite do Terror (1978, apenas dizia que existia o perigo, mas tudo se resolveria, o que parte dos personagens ignoravam e cometia os maiores e graves erros na gravação, o que , para o expectador afirma que é um problemas provocado naqueles filmes de setenta e oitenta.

O final termina quando, Laurie, escondia sua filha num porão da casa, Karen Strode ( Judy Greer), o que provocam uma armadilha para Michael queimando-o e será mesmo que ele está morto?

Em destaque

13 reason why : Temporada final

Nesta última sexta-feira ( 5 de junho), a netflix disponibilizou a última temporada de 13 reason why. 13 Reasons Why (estilizado em tela como TH1RTEEN R3ASONS WHY) é uma série de televisão americana baseada no livro Thirteen Reasons Why (2007), de Jay Asher, e adaptado por Brian Yorkey para a Netflix. Com a ultima temporada sendo altamente criticada pelo público, a quarta temporada teve seus altos e baixos, mas com um diferencial que ninguém conseguirá distinguir o que significa.

A última temporada foi tão intensa e significativa que não sabemos por onde começar. Os surtos de Clay Jesen ( Dylan Minnette); ou a descoberta de sexualidade de Alex Standal ( Miles Heizer); sobre Zach ter desistido de si, em algum momentos ou talvez em toda a serie quando estava sempre bêbado; novos personagens como _Wiston Williams ( Deaken Bluman)querendo saber quem teria matado Bryce Walker ( Justin Pretice), de que também aparecem nas ilusões de Clay e Jéssica ( Alisha Boe). A série conta a participação de novos personagens como: Estela de La cruz ( Inde Navarrette), a irmã de Monty de la Cruz ( Thimothy Granaderos).

13 Reasons Why é renovada para 4ª e última temporada - Notícias de ...
13 reason why

Essa ultima temporada de 13 reason why teve vários pontos que poderiam ser feitos em apenas uma temporada, durante toda a série. Mas, claro? É comum errar no áudio visual, até por que, não significa que os produtores não são “incompetentes” ou algo assim, mas vale sempre testar. É como o Clay Jesen falou “Tem que melhorar, a maneira que tratamos uns aos outros e olhamos uns pelos outros, de alguma forma temos que melhorar”. É exatamente isso de que estou dizendo: na vida temos escolhas, e quaisquer delas têm consequências diversas. A temporada começa da pior forma possível, quando Clay começa a ver Monty( Thimothy Granaderos), quando ele foi morto, isso na terceira temporada. Daí Bryce Walker também, em algumas vezes aparecem, em momentos bem pesados e turbulentos.

Pra mim, um personagem fez a diferença nessa temporada. Justin Foller ( Brandon Flynn), que se mostrou um personagem cuidadoso, empenhado tanto no seu desenvolvimento inter-pessoal como no desensolvimento do próprio enredo. Como esse personagem cresceu, não sendo um mísero personagem desprovido de um jovem, esteriotipado pela massa.

13 Reasons Why: fãs ficam furiosos com trama da 4ª temporada - Mix ...
Justin Folley e Hanna Baker

Monty de la Cruz

Pra quem não sabe, mas no final da terceira temporada de 13 reason why, Monty teria sido preso por abusar sexualmente de algumas pessoas, inclusive de Tyler, isso quando ele passaria por um estado paranormal após, no Baile, estar sob um pressão, trazendo armas para matar todas as pessoas, quando Clay Jesen teria ajudado-o da melhor forma possível .

Timothy Granderos' Theories About Monty In '13 Reasons Why' Season ...

Nessa quarta temporada, Monty aparece como um personagem fantasma juntamente de Bryce Walker, para ( talvez), assustar alguns alunos como Jéssica Davis, Clay Jesen e Alex Scandal, que teria assassinado Bryce, quando ele teria jogado-o no lago, ajudando Zach. Eu digo de que os monstros também merecem uma segunda chance, e nessa temporada, talvez por algum motivo, o importante foi retratada dessa forma; trazendo Bryce e Monty como ajudantes e explicando coisas que as temporadas passadas não mostrariam, não justificando seus erros nos personagens mas desconstruindo uma forma de perdão.

13 Reasons Why season 4 trailer: What happened to Monty? | TV ...

Todos aqui sabem que Monty de La Cruz e Wixton teriam tido um momento quase depois do meio da terceira temporada. Foi algo inesperado, mas essas coisas acontecem,até por que hoje em dia, as pessoas estão se descobrindo sexualmente.

Wixton ( Deaken Bluman) veio a quarta temporada como meio de provocar dúvidas nos telespectadores. Ele sempre parecia ser o próximo violão, juntamente de Diego ( Juan Luis Castellanos), demonstrando um interesse por Jesse de que durante a temporada teria certos conflitos com Justin Folley ( Brandon Flynn ). É comum, principalmente no ensino médio, sentir-se morto como se estivesse algo errado, afinal os personagens dessa história são jovens.

Clay jesen está bem?

Uma pergunta que teria feito pra mim desde a segunda temporada ” Clay Jesen está bem? , ele é louco? E percebi de que sua vida resumiria da seguinte forma – Eu ajudo os meus amigos, mas ninguém pode me ajudar

Acho que em toda a série, o personagem Clay (Dylan Minnete), é excelente no seu personagem, dando resposta de melhoras, mas nas duas ultimas temporadas, ele descobriria de que não estava bem. Mas, é empático saber que quando se tem ansiedade, depressão e outras doenças, é difícil saber como a reação da pessoa terá como resultado.

Última temporada de 13 Reasons Why chega à Netflix, saiba os ...

A quarta temporada foi boa por vários motivos, mas o primordial de tudo foi saber o sentido do qual tudo começou, sendo comum de que muitas pessoas vão odiar ou amar a temporada final. O personagem Clay Jesen sofre de ansiedade, transtornos e depressão, e uma parte dessas doenças, ele se questiona “Eu estou louco?” Quando ele mais precisa dos amigos, por razão questionável, notável, Clay se parece pronta de receber ajuda, mas se diz que( não com palavras mas com expressões não físicas ou verbais), de que precisava de ajuda mas não necessariamente precisa da ajuda dos amigos, como se ele tivesse pronto para descobrir brisas quando recebera ligações de um desconhecido. A partir desse momento, disse – AGORA PRONTO, 13 REASON WHY VIROU SCREAM –. O personagem Clay Jesen volta narrar as histórias , e na minha opnião, era muito melhor do que ouvir a Ani, não querendo dizer que ela não tenha capacidade de fazer uma boa narração, mas concordamos em uma coisa : ” ELA É CHATA”

O que esperar da 4ª e última temporada de 13 Reasons Why | E! News

Ani foi uma nova personagem da história, como versão feminina de Clay, porém mais original, mais inteligente e confiante no que pode dar errado ou certo na história. Ani, nesta quarta temporada, sendo namorada de Clay, não se parecia que os dois tinham uma conexão mais rápida, mais convicta e amorosa, como vimos nas namorados de Jesen como Hanna Baker ( Katherine Langford), ou Sky ( Sosie Bacon). Desta vez por razões das ultimas temporadas, do que ambos os personagens passaram, o casal parece estar mais distante do que tudo, e não seria somente eles, mas Jéssica Davis e Justin Folley também.

The ending of 13 Reasons Why season 4 explained
Justin morre em 13 Reasons Why? Veja o destino do personagem

JUSTIN FOLLEY SE DESPENCOU NESSA TEMPORADA?

Justin morre em 13 Reasons Why? Veja o destino do personagem

Se eu fosse dizer qual foi o melhor personagem dessa temporada, provavelmente escolheria Justin Folley, que mesmo pareça estar nitidamente mal, na terceira temporada, vemos uma recuperação nele durante a evolução do personagem na série.

Nos primeiros episódios, Justin termina com Jéssica após dizer que teria que se recuperar, mas o que Jéssica não sabia era que ele já estava predestinado no final do inicio de tudo. Justin era um ex viciado em heroína, e outras drogas; e por mais que seja perturbador, ele teria mais problemas do que não estava esperando, como a morte de sua mãe, quando sofreu uma morte lenta e horrível ( a overdose).

Vemos que no final da terceira temporada, sua conexão com a família Jensen foi algo significativo , bonito. Apesar de não serem irmãos, Justin teria tomado um papel de irmão mais velho, sempre preocupado com o irmão Clay, mas também estava estranho, quando saira de casa sempre mais tarde e voltava sempre tarde também, o que provocava dúvidas de que ele estava se drogando de novo, mas que na realidade, estava procurando ajudas, e quando o treinador o chama para ir a igreja, próximo a sua casa.

Justin estava mal, e não saberia de qual melhor forma resolver. Ele sofreu durante toda a série, como se algo tivesse sugado. Me fez lembrar muito de um estudo de que fiz nas aulas de filosofias, no ensino médio sobre os tipos de mortes, que são três : a morte rápida, a morte lenta e a morte brutal, de qual essa é a pior.

O personagem estava sofrendo não pela fase de quais alguns estavam passando também, mas quando você está no fundo do poço, você quer continuar caindo, mesmo que isso desconfigure os sentimentos/sensações dos outros que estão do seu lado. Diego, um dos jogadores, que fica com Jéssica, ex namorada de Justin, é um cara problemático, mas que sente falta de seu amigo Monty , e mesmo que visualmente pareça soar bem babaca, Diego vai mudando com o seu desenvolvimento da história, ironizado por não gostar tanto de Justin como de Clay.

Quando Justin estava nas ruas, nos momentos horrendo com sua família , sempre viciada em drogas, de que ele herdou esse vício da família, ele, para sobreviver se mete em confusões horríveis como a prostituição como forma de sobrevivência e também pelo envolvimento com Bryce ( Justin Prendice).

A morte de Justin

O momento mais triste dessa série, com certeza foi a morte do Justin, provocado por uma doença, de como as outras ocasiões, as pessoas esquecem delas. A Aids mata. A AIDS é uma doença tão difícil de lidar, e infelizmente as pessoas continuando transando sem os devidos cuidados. Acham que é besteiras, que é coisa de frescos, mas a nossa saúde é devidamente importante, embora não sabemos muito sobre ela.

13 Reasons Why' — Where everyone ended up after season 3 - Insider

No inicio da temporada 1 de 13 reason why, Justin Folley ( Brandon Flynn), quando teria saído de casa, e se mudado para a casa de Bryce, ele teria morado na rua, e uma das formas de qual encontro, e essa parecia ser difícil por muitos, mas preciso. Foi quando se prostituía para ter sustento adequado, o que não é uma opção rentável.

Ele teria se vendido. Mas o que os amigos fariam por ele? Clay Jesen teria ajudado? Nessas ocasiões, Clay teria julgado, se tivesse descoberto da prostituição? São muitas perguntas de que eu faço para entender esse final, embora todos sabemos que foi triste perder, e tirou lágrimas de alguém. Perder alguém tão querida é triste, pesado e te destrói por inteiro.

Cada minuto de que seus amigos estavam contribuindo, mas esperando o resultado, mesmo que para alguns tenha sido horrível. A sua morte foi lenta, aliviada e totalmente diferente das mortes que presenciamos nessa série.

Se há uma coisa que eu ainda tenho é memória. O que é péssimo. Se eu esquecesse as coisas de vez em quando, todos nós estaríamos um pouco mais felizes.

13RW

Carta de Justin para a faculdade –

Como disse, uma das coisas mais impactantes dessa série são as visões de Clay, e já no final, quando estaria despedindo-se de Justin, quando teria mostrado uma redação de que Justin escreveu sobre Clay ter sido uma forte inspiração para ele. Acho que foi o momento mais emocionante, mesmo sabendo de que Clay estaria sendo bem babaca com Justin

O envolvimento dos dois tem crescido no final da terceira temporada, quando estavam descobrindo das coisas de que ambos descobririam sobre Bryce ( Justin P.). O tratamento de que os dois tem nessa quarta temporada é que ambos são irmãos, mesmo de que Clay, não estando bem, ele sente quando as coisas ruins acontecem, consequência da morte de seu amigo, e irmão.

Nunca esqueceremos de Justin….

O que esperar dessa temporada?

Com certeza, uma das visões dos personagens como Clay, Jéssica e Alex com os mortos é um ponto de que aconteceu, e digo que já uma marca definida dessa série, mas não podemos esquecer, de que Clay Jesen têm as visões mais aterrorizantes, causando dúvidas em seus amigos, principalmente de Tony ( Christian Navarro) . A sexualidade também é um dos pontos mais interessantes que essa temporada trouxe, quando Alex teria beijado Zach ( Ross Butler), na cena quando estavam sob um teto. E de quando teria ficado por várias vezes com Winston

A questão da luta entre estudantes e militares foi um ponto bastante bem elaborada e apresentado, de uma forma transparente, e com um teor meio confuso por ter tantos temas que 13 reason why tratou em apenas poucos episódios, mas pelo menos é melhor que outras temporadas, de que vi, e que não gostei muito.

Essa temporada mostra a empatia de uma família, de que não sabia de que seu filho era gay, e mesmo assim o tratou bem, no começo de conversa. O tratamento do psicólogo de que se ver no passado com o Dr Robert Ellman ( Gary Sinise). Os surtos de Clay, impacto dos vida dos outros personagens, e principalmente quando os pais concordam com a simulação. E a preocupação dos pais Laine Jesen e Walter White Jr, de quais teriam concordado com a simulação da escola Libert High School .

Nota: 8.0

Avaliação: 4 de 5.
Em destaque

Dois Irmãos – Uma aventura fantástica

Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica | CinePOP
Novo filme da Pixar Dois irmãos –
uma aventura fantástica

Cores, magia e personagens azuis. Uma história com magia, emoção e aventuras, os irmãos Ian e Barley, no aniversário de Ian, acabam descobrindo o presente de que seu pai, Waxton, deixou para os irmãos , quando tivesse completado seus 16 anos, no caso de Ian, que estava completando. Era uma cajado de mago, quando Waxton, nos tempos de magia, de que, sendo substituída pela tecnologia, apresentados na primeira cena do filme, perdeu a chance de continuar fazendo magias. Quando recebem o cajado, Barley, irmão mais velho de Ian, tenta libertar seu pai por uma dia, mas falhou, até que horas depois, Ian(Tom Holland) consegue, mas seu pai não aparece por completo. Waxton (  Wilmer Valderrama) estava sem cabeça, apenas com a parte da cintura pra baixo.

Crítica: Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica
Review: Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

Depois de feito a magia, Ian liberta seu pai, mas não tem rosto , nem boca e nem nada. Eles precisavam de uma pedra, mas não está em fácil acesso ; o que ambos, os irmãos , aventuram-se numa plena missão de ver o pai de volta, principalmente Ian .

Depois disso, os irmãos vão a lugares misteriosos atrás dessa pedra a completar essa magia. No caminho, encontram seres misteriosos como libélulas mágicas. Encontram The Manticore ( Octavia Spencer), uma personagem com uma personalidade fortíssima, e que, no passado era uma guerreira. Ela saberia de algo, quando Ian e Barley (Chris Pratt), teriam interrogado-a. Até que sua fúria é libertada, aterrorizando os clientes do restaurante, onde trabalhava.

Dois irmãos: Uma aventura fantástica é uma obra de que fala sobre perdas, ou o encarar a perda de um ente querido de uma forma mais light, mais leve, e que você consegue viver isso da melhor forma possível. É possível aceitar a situação, mesmo que possa doer, mesmo que possa acabar com você. A vida pode ter grandes surpresas, e mesmo que pareça acontecer coisas estranhas, exóticas, a magia pode te surpreender.

Cancelado por um motivo de que todos os telespectadores já teriam esperado, a data de lançamento nos cinemas brasileiros era no início de Março ( 5 de março de 2020). A nostalgia usada para definir uma nova produção da pixar é mesmo uma pura característica própria da pixar. O uso de elementos como os vocábulos dos personagens, a aventura dos irmãos , com certeza, te deixar de cabelo em pé.

A impressionante paleta de cores

Pra mim, num filme, desenho animado, anime ou até live action de uma obra, a cor é a basicamente 68 ou 70% do projeto cinematográfico, pois diz muito sobre o que a obra diz. Dois irmãos, o uso constante de cores como azul lilás, roxo, e cores na escala do azul, me deu a impressão de uma narrativa totalmente comparada ao filme Monstros S.A (2001), pois tem uma paleta possuindo um belo contraste dando um teor mais significativo nas obras da pixar.

Ai meu deus!! “Monstros S.A.” terá mundo jogável em novo “Kingdom ...
Mostros S.A (2001)
Pete Docter, kelsey mann, Dan Scanlon


Partindo do ponto do filme Dois Irmãos, aí está uma produção cativante, e que ofereceu diversas formas de possibilidades de entregar , ao público, um produto do qual temos o orgulho de receber, com diversas formas de pensar sob o fato da perca . Com o roteiro de Dan Scanlon, Jason headley e Keith bunin, que fizeram outras produções ao longos desses 20 anos como :Carros 1, Universidade Monstro, e outros . Um roteiro bom , um elenco melhor ainda, mas uma equipe de sucesso, onde deu uma perfeita sintonia no qual, assim como eu, trouxe um sentimento agradável pelo filme.

OS PERSONAGEN E SUAS PERSONALIDADES …

Digo que um personagem que teve um excepcional desenvolvimento durante a história, e mesmo com alguns momentos difíceis, até pra dizer que não era algo existente nessa longa, foi o irmão Barley (  Chris Pratt), que foi um personagem com aquele jeito irado, mas que no fim do terceiro ato, ao abraçar seu pai demonstrou compaixão, empatia e afeto entre pai e filho, não discordando de que não fosse um sintoma irreal, que não aconteceria como qualquer outro personagem, mas afinal, o que isso não provaria?



Quando, em momentos turbulento do filme, quando seu irmão mais novo Ian, demonstaria de que ele não era tão adequado a trazer seu pai de volta, no segundo ato do filme, o que Barley, entrestecido com o posicionamento do irmão, fica furioso com ele também.

CURIOSIDADES DO FILME

A animação da Pixar que retrata uma personagem LGBTQ+. Ela é Specter, uma policial ciclope lésbica. Sua sexualidade é revelada durante uma cena de abordagem policial — quando um motorista cria confusão por conta dos filhos agitados, a policial responde que a filha de sua namorada a faz “querer arrancar o cabelo”. A cena chegou a ser censurada na Rússia, onde os produtores do filme tiveram que trocar o gênero da namorada da policial. A voz de Specter fica por conta da atriz Lena Waithe, conhecida por ser ativista da comunidade LGBTQ+. A artista estrelou a série Master of None e o filme Jogador Nº 1

Algo HORRÍVEL acontece com Dois Irmãos e motivo choca
Officer Spencer , LGBT+personaly

Algo que não observei mas fez total sentido , após perceber novamente , quando assistir . Talvez tenha sido proposital a partir desse principio de ter uma personagem gay.

O filme também apresenta diversos pontos de que você não saberia quando tenha assistido pela primeira vez, mas ele, O filme participará do Festival de Berlim na Mostra Berlinale Special Gala. Também elementos visuais como :

  • O icônico caminhão Pizza Planet da Pixar aparece na cena do pedágio da ponte de trolls.
  • É o primeiro filme da Pixar sem o envolvimento de John Lasseter, após sua saída como CEO das áreas de animação da Disney.
  • É o primeiro filme Pixar de Julia Louis-Dreyfus em 22 anos desde Vida de Inseto, em 1998.

Este é o primeiro filme da Pixar a não exibir os créditos “Disney apresenta” e “um filme da Pixar Animation Studios” na abertura.

Avaliação: 3.5 de 5.

Em destaque

✔O BRINQUEDO ASSASSINO (2019) é bom? Vale critica ✔

Oi, meu nome é Chuck, você quer brincar?”

Brinquedo é para ser algo inofensivo, feito para alegrar as criancinhas. Pena que Chuck, o Boneco Assassino, não pensa dessa maneira. Ele mostra que não foi feito para brincadeiras, mas sim para espalhar o medo

Chuck é um boneco ou uma alma perdida que quer se vingar ? Chuck é retratado como um notório assassino em série cujo espírito habita um boneco Good Guy e Buddy, esse apresentado no filme em 2019, e continuamente tenta transferir a sua alma do boneco para um corpo humano. … Em 1999, o personagem Chuck foi indicado para o Prêmio MTV Movie de Melhor Vilão do filme Bride of Chuck. Ao assistir O brinquedo assassino, nos fazem perceber mudanças no personagem como se nunca teria visto. É simples, sabendo que Andy ( Alex Vincent) , no primeiro filme, em 1988, era um garoto sem defesa própria.

Por onde anda o garoto que fez Brinquedo Assassino em 1988? | VEJA ...
Boneco assassino I (1988)

O novo filme Brinquedo Assassino tem uma nova história, com novos personagens e um roteiro repleto de nomes marcantes como : Aubrey Plaza, Gabriel Bateman , que embora pareçam ser dois atores bem distintos, no sentido de uma representação característica como, por exemplo Andy (Gabriel Bateman), é um menino de 13/15 anos, que , mesmo sabendo de suas dificuldades de expressão , é bastante curioso, até explorador durante o filme , enquanto sua mãe, Karen Barkley ( Aubrey Plaza), é uma pessoa que trabalha na loja de brinquedo, têm uma relaçao com uma cara(Tim Matheson), que ela expressa uma personagem preocupada demais com sua cria.

Filmes como Chuck são assim : um boneco quer vingança, sua alma está presa num corpo físico de um boneco, e teria uma oração que transmitiria uma alma para outra. Afinal, no filme BRINQUEDO ASSASSINO teria isso?

Resultado de imagem para o brinquedo assassino 2019 elenco

Quando falei acima de novas histórias, eu disse a verdade. O roteiro adaptado por Tyler Burton Smith foi excepcionalmente incrível, pelo fato do boneco Chuck estar conhecendo-se, não importando com os efeitos de seus atos. O boneco começa a perceber de que teria poder suficiente de matar a todos, deixando somente seu amigo Andy. Quando teria machucado Andy, na cena do filme de terror, o olhar de que teria visto sobre o esquartejamento das pessoas, o transmitiu uma raiva, de que só Chuck saberia explicar. O visual de Chuck, achatado e bizarro nos assusta pela inocência do personagem, e Dan Hermansen , na sua cabeça, trazendo um estilos de que não deu muito sucesso, em comparação ao sucesso de que teve os filmes de Chuck no fim dos anos 80, em desenvolvimento por Daniel A. Lomino .

CHUCK É UM SERIAL KILLER?

Eu vejo que serial killer é aquele que mata em excesso, no mais CHUCK ou Charles Ray é um serial killer diferenciado. Ele sente prazer em matar,e mesmo sabendo de seus atos, sua vontade sadica de mortes em massa, Chuck quer sua vingança, sofrida em 1980, quando humano teria sido morto pelo detetive Mike Norris, no primeiro filme em 1988.

A Franquia de Chucky, O Brinquedo Assassino. - NoSet
Primeiro filme de Chuck
1988

O filme brinquedo assassino é, como se fosse , um filme de que mostra a origem, embora mostrado no filme de 1988 (boneco assassino I), sabendo de suas necessidades e atributos de um personagem diferente mostrado até aqui.

Andy Barkley

Remake de Chucky, o Brinquedo Assassino, estreia nos cinemas! Veja ...

Andy Barkley, nessa edição de mais um filme do boneco Chuck é um garoto tímido , às vezes sozinho na mioria das vezes. O interessante desse personagem é que, aparentemente o crescimento e a intimidade com o boneco aparece no momento de que ele mais precisa de um amigo, e desses motivos reais, ele, Andy está convicto de que pode conquistar suas amizades, e sobrar tempo de cutir novas oportunidades de amizades como : Pugg ( ty consiglio) e Falyn (Beatrice kitsos)

Os dois personagens aparecem quando percebem de que, Andy, o garoto que parecia terrivelmente apavorado pela sua falta de insegurança consigo mesmo. Andy merecia ter amigo, em alguns momentos do filme, principalmente quando destrói seu amigo Chuck, o que parecia estar resolvido , mas Chuck aparece nas mãos de Omar ( Marlon Kazadi), onde Andy, amedrontado por Chuck ter voltado a vida por Gabe ( Trent Redekop). Na loja de brinquedos, onde os produtos Buddy são vendidos, Omar e sua rapazeadas estão e Chuck também, o próprio Chuck teria colocado as imagens das mortes provocadas por ele mesmo. E quando ele, Andy surta com Chuck, Omar o ver e tentar pegar o boneco, os dois brigam, com chutes e tapas. Pug tentam afasta-lo de Omar mas acaba se machucando, quando Andy tenha dado um murro nele .

POLICIAL Mike

No filme de 1988, O boneco assassino , o detetive de que teria matado Charles Ray, num shopping, contada na história do surgimento de Charles Ray . Esse novo detetive, Brian Tyree Henry , um ator estadunidense, conhecido por atuar na série do FX Atlanta e nos filmes Widows, If Beale Street Could Talk e Spider-Man: Into the Spider-Verse. Foi indicado ao Primetime Emmy e ao Tony Award por atuações no teatro e na televisão.

No filme Um brinquedo assassino , o detetive Mike tenta desvendar de uma vez de todas as armações da comunidade local, mas que suas emoções atrapalham bastante no desenvolvimento da história. Quando, sua mãe, Doren (Carlease burke) teria morrido, vítimas das maldades de Chuck, deparando com a morte horrenda dela, ele teria desabado a berros e lagrimas justificáveis ai perder uma ente querida .

Diferentemente dos filmes da coleçção dos filmes de Chuck, Brinquedo assassino é um bom filme para se divertir e compartilhar coisas já desejaveis em produções de Metro-Goldwyn-Mayer, a famosa produtora do Leão. Eu gostei do filme, mas preferir não ter escolhido.

Trailer do filme

Divirta-se com o prazer de Chuck, a morte

Avaliação: 0.5 de 5.

Em destaque

Casa do medo – Incidente em GhostLand

Resultado de imagem para Casa do medo - Incidente em GhostLand

Pauline (Mylène Farmer) herda uma casa de sua tia e decide morar lá com suas duas filhas, Beth (Emilia Jones) e Vera (Anastasia phillips). Mas, logo na primeira noite, o lugar é atacado por violentos invasores (Rob archer e Kevin Power) e Pauline faz de tudo para proteger as crianças. Dezesseis anos depois, as meninas, agora já crescidas, voltam para a casa e se deparam com acontecimentos estranhos.

Um filme de origem americana lançado em 2018. É um terror psicológico e suspense. A direção e roteiro de Pascal Laugler não foi algo totalmente ruim, sendo que esse terror realmente te assusta pela cenas fortes durante todo filme.

A Casa do Medo – Incidente em Ghostland – é terror polêmico ...

A casa do medo é um filme que , no primeiro ato, conta a história de como a família de Pauline surge e compram uma velha casa onde serão mortos dentro dele. Um ponto importante de que esse filme conta, e se você não prestar atenção é que Pauline, mãe das garotas, que se mostrar ser uma mãe forte, protetora, já estaria morta pela mulher/homem, quando ele teria matado-a a pauladas e facadas a frente de Beth ( Emilia Jones, Crystal Reed), que sempre a ver durante todo o filme. A personagem Vera ( Anastasia Phillips), teria entrada em um pesadelo, atormentada pelos assassinos, e principalmente pelo Ogro por ter maltradado sempre dela.

A Casa do Medo - Incidente em Gosthland | Portal Caneca

Os vilões são um ogro ( rob archer) e uma mulher (Kevin Power) são personagens típicos em um terror, embora no seu primeiro contato pareça ser pesado,violento, mas a principal característica dos dois são as próprias emoções não demonstradas. As irmãs Beth e Vera, que Vera é a mais prejudicada na história, por estar dentro do próprio pesadelo, desde a primeira visita, o que teria sido justificado na primeira cena do filme, quando ela tenha mostrado o dedo para a mulher ( Kevin Power) .

Pontos positivos e negativos?

Crítica | A Casa do Medo Incidente em Ghostland | Aumanack sem Limites

O filme têm mais pontos negativos do que positivos. Muito comum, e que na minha opnião é um grande erro, por parte do elenco é o desleixo deles mesmo. Por exemplo, um desleixo doméstico, quando uma das personagens deixam a porta escancarada, ou quando alguns bonecos/ objetos fazem barulhos desnecessários, que capacitam num suspense, que já existiria.

Filme - A Casa do Medo: Incidente em Ghostland

Um descuidado por parte da melícia, o que eu entendi que seria algo explicável no final do terceiro ato. Algum desenvolvimento de um personagem e outros que não deram muito certo como Crystal Reed e taylor hickson, ambas que não tiveram um aproveitamento melhor nos atos dois e três. Pra mim, por razão de estilo, gostei mais da participação das filhas Beth (Emilia Jones) e Vera (Anastasia phillips) foram melhores, principalmente Anastasia Phillips.

A mãe estaria morta ? E por que ela sempre aparece no filme?

Incident In A Ghostland: Pascal Laugier: Amazon.com.br: DVD e Blu-ray

O título original faz referência a uma obra literária fictícia chamada Incident in Ghostland, retrada no filme, quando a atriz já esta adulta, cuja autora é a bem sucedida Beth (Crystal Reed). Teoricamente, o livro é inspirado em um acontecimento que ocorreu há anos com Beth (Emilia Jones), sua irmã Vera (Taylor Hickson) e a mãe delas Colleen (Mylène Farmer) quando foram atacadas por uma dupla de assassinos seriais.

O drama retorna quando Beth recebe um pedido de ajuda de sua mãe, obrigando-a a retornar ao mesmo ambiente onde ela e o restante da família quase foram assassinadas. Fora o problema de estar distante do filho e do marido, Beth terá que conviver com a solidão que atinge a mãe, além da loucura que se apossou de Vera depois do ataque dos matadores.

De volta a esse ambiente sombrio e triste, Beth terá que ajudar a mãe a salvar o pouco que resta de sanidade de Vera, mas há outras coisas na casa que parecem não querer que isso aconteça.

Mas sua mãe estaria morta, e Beth estaria vendo apenas o que ela queria ver, sofrida um trauma inexplicável, que no filme, explica que Vera sempre esteve naquele pesadelo. Embora as duas irmãs estão no mesmo lugar, a casa, mas suas almas ou espíritos estão em espaços diferentes, como se uma estivesse em distintas dimensões.

O MAL TEM SENTIMENTOS?

O mal visto nesse filme é brutalmente visto. Tanto o Ogro,Rob archer e a mulher esquisita, Kevin Power são visto como monstros, mas que , no filme demonstra que , principalmente o OGRO teve algo a demonstrar por seu amor as suas bonecas, o que muita das vezes é fofinho, mas bizarro por perceber que elas tentam ajudar as meninas, no final do segundo ato, quando Beth está presa como um boneca.

Paris Filmes - O filme mais perturbador do ano! Assista... | Facebook
Paris Filmes - O filme mais perturbador do ano! Assista... | Facebook

ROTEIRO E DIREÇÃO

Pascal Laugier.jpg

Laugier é um ex-assistente do diretor Christophe Gans, tendo dirigido o documentário “making of” sobre o filme de Gans de 2001, Brotherhood of the Wolf (Laugier também estrelou o filme). [3] [4] Ele escreveu e dirigiu os filmes de fantasia e terror Saint Ange, [5] Mártires, [6] [7] e The Tall Man.

Laugier foi associado ao movimento New French Extremity.

Laugier foi escolhido para dirigir o remake de Hellraiser , mas depois foi retirado do projeto devido a diferenças criativas com os produtores; Laugier queria que seu filme fosse muito sério e explorasse a cultura gay de S&M, considerando que os produtores queriam que o filme fosse mais comercial e atraísse o público adolescente.

Os possíveis projetos futuros de direção incluem um thriller sobrenatural chamado Detalhes. Pascal Laugier também é o diretor do videoclipe de Mylène Farmer “City of Love”, cujo teaser foi lançado on-line em dezembro de 2015.

Avaliação: 2.5 de 5.
Em destaque

A missy errada CRÍTICA

Já vi coisas ridículas, mas igual a esse filme, nem Jesus salva!

Comentário de João Vitor

A netflix disponibilizou o filme A missy errada no dia 13 de maio desse ano. O filme é pobre. Não tem sentido de uma história tão bem aproveitada tenha saído uma mera história sem qualquer motivo ou algo parecido. Desculpem, mas mudei de ideia. Fiz uma crítica em vídeo no meu canal dizendo muito bem no meu canal , mas mudei de ideia e digo pra vocês, embora eu não tenha gostado agora, já vi piores.

A história se baseia quando Tim (Daved Spade) conhece a garota de seus sonhos, Melissa (Molly Sims), e os dois têm uma ligação. Daí, Tim faz uma viajem com o seu trabalho, mas precisa convidar alguém para ir com ele , e seu supervisor Nate ( Nick Swardson), diz para ligar ou chamar Missy, mas o que ele não sabia era que a Missy que ele estava conversando era uma Melissa bem esquisita, e chata.

Como a Missy conheceu Tim?

A Missy Errada Trailer Legendada - AdoroCinema

Quando se assiste a um filme tão pobre, ou seja , um filme que não tem história, não tem nem função, você fica perdido, mas no inicio do filme, Tim tem um encontro com uma garota que acaba de conhecer na internet, porém ele não consegue vê-la, até que conversa com uma outra moça grávida, que estava acompanhada de seu marido, cara tatuado (Roman Reigns). E daí a verdadeira mulher, Missy aparece o interrogando, sempre daquela forma engraçada de ser. De repente, Tim vai ao banheiro e tenta fugir, cai e Missy ajuda com o seu pé deslocado.

A Missy Errada: Quem é Lauren Lapkus, protagonista da nova comédia ...

Então, daí o filme vai montando uma história, onde a Missy verdadeira, Melissa se bate de frente com Tim no aeroporto e têm pontos em comum como gostarem de livros, não beber, e outros coisas.

A Missy Errada (2020) | Crítica - Home | SiriNerd

Melissa e Tim se beijam num depósito, onde os dois não conseguem ter mais esse tipo de afeto, por causa da viagem de Melissa. Melissa é uma modelo, talvez isso seja o motivo de ser a garota dos sonhos de Tim. Voltando para falar sobre a viagem, Missy aparece no avião, e ele não entende mas percebe quando ver o e-mail no seu celular.

E daí você sabe…..

Crítica A Missy Errada- Nova Comédia da Netflix chega ao Top 1

A história continua investindo nessa matéria do amor não correspondido mas que as vezes dá certo em alguns momento bem cômicos. O elenco é bom, mas como o filme é meio cliché, quase ninguém percebe. Um elenco pouco parecido com o Sandy wexler, estrelado por Adam Sandler (2019).

POR QUÊ É TÃO RUIM ?

O filme é péssimo pela história desconstruída, chata e pouco engraçada., e mesmo que alguns momentos forem bons e cômicos da própria rivalidade profissional entre Tim e barracuda ( jackie sandler), que é uma atriz grande, mas que não rendeu muito nesse filme, tanto pela inconveniência e incompetência da produção como da própria direção. Isso é um pecado cinematográfico.

A falta de um bom roteiro é consequência para que nem todos apreciem uma comédia como essas, que mesmo sendo ruim, em alguns momentos fez , ao enganar ser bom. Pra quem gostou desse filme está de parabéns, afinal o gosto de cada pessoa é igual a cabelo, cada um tem o seu, só devemos respeitar.

Jackie Sandler
A Missy Errada (2020) | Crítica - Home | SiriNerd

Avaliação: 1.5 de 10.

Em destaque

SCOOBY! O Filme crítica

Qual o mistério de novo Scooby-Doo?

Frase principal de Salsicha
SCOOB Trailer #1 Official (NEW 2020) Scooby Doo Animation Movie HD ...
Resultado de imagem para Scooby-Doo, Cadê Você? origem
Resultado de imagem para Scooby-Doo and Guess Who?

Sinceramente. eu amo Scooby-Doo. É fofinho, ingênuo, incrível como as histórias sempre encantam, mesmo que nem todas são puras no sentido de encanto. A primeira vez que tive os meus primeiros contatos com o desenho foi Scooby-Doo : Cadê você, criado em 1969, com direção de Joseph Barbera e William Hanna. Embora não me considere um fanático pelo desenho, que a pouco mais de 4 anos, descobrir que era um desenho de origem japonesa.  Os personagens foram criados por William Hanna e Joseph Barbera, pelo executivo da CBS Fred Silverman, pelos roteiristas Joe Ruby e Ken Spears e pelo desenhista Iwao Takamoto (O pai do Scooby – Doo). Isso aconteceu muito com o Pac-Man, onde Toru Iwatani se considerava o pai.

Scooby Doo E O Rei Dos Duendes [DVD]: Animação, Dave Filoni ...

Sobre o filme, estrelado na França, em 13 de maio de 2020, e por ventura, ainda não liberada no Brasil, por motivos óbvios, mostra que a série deve continuar com novas histórias, novos personagens e novos mistérios. Tony Cervone, que também dirigiu trabalhos como Tom and Jerry em 2007,2013,2016,2015 mostrou um trabalho excecional por trazer novas histórias, sendo um grande diretor, em minha humilde direção. Com roteiro de James Gunn e craig titley foi, com certeza uma experiência diferente, no ponto de trazer a dupla da corrrida maluca Dick Vigarista e Motley para serem os vilões. Tive uma sensação ~magnífica , que não estou muito acostumado ao assistir aos filmes de Scooby-Doo, a paixão por um filme.

Protógenes ameaça processar Dick Vigarista - revista piauí
Dick and Motley
Desenho animado
Em destaque

1917 ( CRÍTICA)

1917/OST - 0194397027624 - Livros na Amazon Brasil

2019 foi um ano , onde o cinema trouxe inúmeras obras de arte, e uma dessas é o filme de melhor drama do Globo de ouro, entregue no Oscar, em Janeiro desse ano, no qual ganhou o Oscar de Melhor Fotografia, melhor diretor para Sam Mendes, Melhor filme dramático, Producers Guild of America de melhor filme, Oscar de Melhores Efeitos Visuais, Critics Choice Award de Melhor Diretor, Melhor Mixagem de Som, BAFTA de melhor diretor, BAFTA de Melhor Direção de Arte, Melhor Filme Britânico, BAFTA de Melhor Cinematografia, entre outros que você pode pesquisar no Google.

Globo de Ouro 2020: A lista completa de vencedores - Jornal O Globo
Entrega dos prêmio 🏆
Janeiro de 2020

1917 é um filme baseado na primeira guerra ( 1914-1918), onde tinha o objetivo dos soldados Will Schofield ( George Macflay) e Tom Blake ( Dean Charles Chapman), deveriam entregar uma mensagem ao posto aliado do Coronel Makenzie ( Benedith Chumberbach), que inclusive fez filmes como Doctor Stranger, Avengers Ultimato, entre outros, mandado pelo coronel Erinmore (Colin Firth), onde os dois soldados passam por um inferno durante todo o filme, e consequentemente um deles morre.

1917 | Crítica - Rafael Sábio - Medium
Em destaque

O EXTRAORDINÁRIO (2017)

Um filme, em tempos de quarentena, por motivos de uma pandemia, é bom também, pois em meio desse problema, descobrimos artes ( filmes), que são clássicos e nos encantam também . Por sugestão de minha querida Irmã, Jesse Vieira, uma Youtuber/cantora, com uma voz totalmente bonita, e também minha cantora favorita, me sugeriu para assistir ao filme (O extraordinário), dirigido por Stephen Chbosky e escrito por Jack Thorne, Steven Coreng e Stephen Chbosky, que conta a história de um garoto chamado Algust Pullman, que nasceu com uma doença chamada síndrome de Treacher Collins, que é conhecida mundialmente como uma doença genética caracterizada por deformidades crânio-faciais, e que teve que fazer muitas e muitas cirurgias para solucionar ao devido problema . No filme, o tema principal durante toda a história vêm ao fato das discordâncias das diferenças, o preconceito e consequentemente o bullying entre as crianças que August, um menino doce, ama Stars wars, e que é matriculado na escola, onde começa a participar das aulas.

POSTER DO FILME
Em destaque

Joias brutas

Fiz uma aposta doida e arriscada. E estou prestes a ganhar dinheiro.

Joias Brutas (2019)

Jóias Brutas é uma aposta até mesmo fora das telas de streaming. Até mesmo por ter sido uma promessa do seu início do ano (2020), a netflix sempre traz grandes filmes, de grandes diretores, os gêmeos Josh e Ben Safdie, onde tiveram a simples idéia de trazer um ator, bem vivido no cinema internacional , acostumado com diversos trabalhos, de diversos tipos de outros projetos tão bons como este ( Jóias Brutas). O filme conta a participação de Adam Sandler ( Howard Ratner, Julia Fox ( Júlia), Idina Menzel ( Dinah), Lakeith Stanfield (Demany ).

Resultado de imagem para JOIAS BRUTAS
Jóias Brutas (2019)

Howard Ratner é um joalheiro, dona de uma loja de jóias, endividado por algumas apostas que costumou fazer em nome do seu cunhado, Erick Bogosian ( Arno) sempre acompanho de dois ou mais capangas brancos, altos e fortes. O filme vêm do estilo cinematográfico Tramas policiais, onde o maior objetivo do filme é causa um suspense no expectador. Jóias brutas é um filme 8/80, ou seja , pessoas vão amar e pessoas vão odiar!

Crítica | Joias Brutas – Plano Crítico
Em destaque

Caso SUZI, Drauzio Varella e TV globo

Drauzio Varella, sem dúvida, um dos maiores médicos do Brasil, ou até da própria America, teve a participação em uma reportagem da Tv Globo, transmitido pelo fantástico no Domingo (23 de fevereiro), teve críticas boas e ruins e tudo por conta do abraço, como forma de entendimento por parte de Dráuzio .

Em destaque

Por que as pessoas mentem ?

Não ser descoberto numa mentira é o mesmo que dizer a verdade.

Aristóteles Onassis

Para começar, queria dizer que todos nós mentimos. Todos nós passamos por coisas , e muitas das vezes o peso é tão grande, tão pesado que temos que mentir . Afinal, mentir é bom pra a nossa saúde ? A resposta é óbvia. NÃO. Satanás era o Deus da mentira , e é o que dizem ” a mentira tem perna curta. Foram frases que você ouvia quando mentia , ou até quando você via outros mentirem, e seus avós, muitas das vezes , diziam frases como essas .

O que acontece se uma pessoa mentir muito hoje? Ela sempre mentira, não é verdade ? Isso vira um hábito, um hábito que muita das vezes acontece geneticamente , ou seja, uma pessoa da sua família faz , e daí você copia . E´sempre fatal isso. Um vício se torna algo comum, como se nada estivesse acontecido ou acontecendo. Respondendo a pergunta “ Por quê mentimos?

Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida.

Mahatma Gandhi

A mentira é algo ruim. Traz coisas ruins não só para você mas para quem está ao seu redor. Pra que se preocupar com as mentiras , aliás umas mentira não mata ninguém. Muitas pessoas mentem por que têm medo da própria verdade por deixar feridas, perder amigos, amizades recentes ou antigas , e nós, seres carnais , estamos e somos acostumados a mentir muito. Tudo o que é demais é fatal, nada em excesso, sem importância é bom pra nós.

Em destaque

Coisas que só quem é roqueiro passa

Separei apenas algumas músicas que são muito pesadas , péssimas de se ouvir, e que te fará pensar ” quem diabos produziria um lixo desse?” O fato de escrever uma música ateia, agnóstica , ao fato de não crer em Deus não é errado , mas exigir que seguimos um paradigma de que todos os nossos comportamentos cristãos são característicos de uma verdade erradas para os não crentes é hipocrisia na certa. A música gravada pela banda Echoes , God to hell, gravada em 2011,  pela Century Media Records faz uma comparação das misérias acontecidas ao mundo humano e culpando a religião por certas coisas bizarras. DEUS é bom , ele provou isso ao sacrificar seu filho Jesus Cristo por amor. Para mim , a música deve ser boa, ter harmonia , melodia e no minimo ritmo . A musica brasileiras só tem barulho, hipocrisia e um dos maiores pecados mortais que os humanos podem ter , a blasfêmia contra o nosso Pai eterno . Você deve estar pensando que minha visão é católica, mas o meu medo é que destruam a nossa maior proteção que é Cristo.

É muito provável que você já deve ter ouvido a expressão ” O rock é coisa do diabo”, “o rock traz coisas ruins ao mundo”. O rock como qualquer outro estilo ,também tem seus anjos e demônios. O rock sofreu uma grande trajédia musical por volta dos anos 2005 até hoje , muitas músicas, além de perderem seus espaços para outros estilos , o próprio rock e sua tradição histórica , trouxe uma grande morte musical com músicas religiosas, ou m,úsica que atacaram ideologias , muita das vezes ao ambiente católico- cristão . Eu nunca vi algo tão catastrofico como ao ouvir Black metal, o que não signifa que seja totalmente a mercê de uma tradição satânica , mas uma tradição boba, ridícula e sem ritmo musica caracterizando apenas como um recado infantil .

Uma banda mineira ganha o mundo ao fazer alegorias satânicas contra Cristo , Maria e a religião

Nova versão de ‘Mulan’ será lançada diretamente no Disney+

Filme chegará à plataforma de streaming no dia 4 de setembro, com uma cobrança de US$ 29,99 pelo aluguel; veja o trailer

LOS ANGELES – Depois de quase seis meses de constantes adiamentos, a Disney decidiu não lançar nos cinemas a nova versão de Mulan, que estreará na plataforma de streaming da empresa, o Disney+, no dia 4 de setembro.

Yifei Liu em 'Mulan' (2020)

A plataforma não está disponível no Brasil. A Disney ainda não anunciou se o filme chegará às salas das cidades que já reabriram seus cinemas no País.

Mulan, uma das superproduções mais esperadas em Hollywood, seria exibido nos cinemas de todo o mundo a partir de 27 de março deste ano, mas a estreia foi adiada devido à pandemia. A data de lançamento acabou sendo postergado a cada mês, até que a opção dos cinemas foi, finalmente, descartada.

A decisão representa uma mudança drástica de estratégia para a empresa e todo o mercado do audiovisual, que estava pendente do grande projeto com orçamento acima de US$ 250 milhões.Educação PME 2020 – Conteúdos gratuitos para o empreendedorAprenda com grandes nomes do mercado a como alavancar a sua empresa! Clique e confira

Mas as circunstâncias, com um aumento dos contágios nos EUA e a impossibilidade de abrir cinemas com normalidade na Europa e na Ásia, levaram a Disney a adiar indefinidamente o lançamento para buscar uma maneira de lucrar com o investimento.

Nesta terça-feira, durante uma apresentação de resultados financeiros, representantes da empresa confirmaram que a superprodução chegará diretamente às televisões através da plataforma de streaming, com uma cobrança de US$ 29,99 pelo aluguel do filme nos EUA.

Solteiramente – Crítica

Solteiramente, filme norte-americano de comédia romântica lançado pela plataforma de streaming da netflix em 2020. O filme conta com a participação de Fulu Mugovhani,Bohang Moeko e Tumi Morake.

Dineo (Fulu Mugovhani) está acostumado com certas decepções amorosas, e por isso, sua melhor amiga  está determinada em ajudá-la a curtir a vida de solteira, o que nem acaba da forma devidamente correta ocorrendo em mais sofrimento e mais dúvidas.

É aí que as coisas se complicam, pois Dineo acaba se relacionando com o homem casado, e que estaria traindo sua mulher. O filme apresenta inúmeros clichés, e a todo momento me questionei sobre o roteiro : ” Por que diabos isso aconteceu?”. Tanto a patrte técnicae prática , o filme não apresenta algo novo, pois é sempre previsível, e isso é o pior ponto colocado pelo diretor, mesmo que seja a primeira produção dele para a como diretores: Katleho e Rethabile Ramaphakela.

O filme vai se problematizando pelo conceito prevíseis, às vezes chatos e sem sentidos. As personagens são boas mas possuem as mesmas qualidades para esse tipo de comédia : comédia forçada. Aquela comédia que você quer achar graça mas a graça é tão ruim que você sente uma coisa diferente do que o essecial de rir.- Você chora demais.

Onde Assistir | Filme Solteiramente online - Entreter-se

O elenco é ruim, e olha que para mim um elenco bom pode nascer das cinzas, e não precisa de muita coisapara me agradar na comédia romantica mas esse filme foi problemático, ridiculo e talvez não se fez muito as perguntas esseciais no cenário de filmes : ” Será que está bom?” , ou ” O público vai gostar?

O roteirista Lwazi Mvusi, não muito conhecido, mas que devidamente tentou tratar de um problemas, exclusivamente dos filmes de comédia que estão sendo maus tratados por parte da crítica.

Avaliação: 1 de 5.

Versos de um crime ( 2013)- Crítica

Resultado de imagem para versos de um crime
Versos de um crime (2013)

Versos de um crime( Kill your darlings), filme de drama biológico norte-americano, que conta a história de três homens, que se juntam para liderar um novo movimento, nos anos cinquenta sobre a nova escrita, sendo que não existia uma forma correta de criar um bom livro ou uma boa poesia.

O filme estrelado por Estrelado por Daniel Radcliffe( saga Harry Potter), Dane DeHaan( O espetacular homem Aranha 2), Michael C. Hall e Jack Huston.  

O longa-metragem concentra-se nos tempos de faculdade de alguns dos primeiros membros da Geração Beat, ou seja, aquela geração de estudantes que, independentemente, fazem-se promissores de novas ideais, capacitando-as em novas formas de vistas .

Mostrando seus anseios, primeiras interações, e um assassinato chocante que ocorreu no período,o filme foi lançado com distribuição limitada nos cinemas dos Estados Unidos a 16 de outubro de 2013, com diversas datas de estreia em outros países agendadas para os meses subsequentes.

Por que é bom?

O filme repleta vários momentos que poderia ter tido algo mais adequado pro projeto? Me faço essa pergunta todas as vezes que estou assistindo um filme, e olhe que nem me perco ao tempo dizer se o filme trouxe grandes contribuições nessa linha de raciocínio.

Kill your Darling foi indicado naquela épocaao  Gotham Independent Film Awards de Melhor Ator/Atriz RevelaçãoPrêmio GLAAD Media: Filme Marcante.

O filme têm vários cortes precisos e menos enjoativos no rosto dos personagens, principalmente o primeiro plano, onde o personagem está por metade a cabeça dando uma sensação que ele está em cena.

O filme é retrado em 1944, quando as coisas eram bem diferentes do que vivemos hoje. Se hoje a sexualidade é vista como um olhar de ódio por algumas pessoas, naquela época, as coisas eram mais difíceis, e é por isso que Kill your Darlings é uma ótima obra literária, resultando em novas formas de pensar, de agir e de amar.

Os personegens

Os personagens são ótimos, você consegue perceber como foram trabalhadas as cenas, e a mobilidade da câmera faz esse estilo em movimento resultando em takes rápidos e que conseguimos entender.

Daniel Radcliffe,como  Allen Ginsberg está perfeito nesse longa, trazendo tanto o que ele sabe fazer de melhor, e entregando um personagem que nos conquista e ao mesmo tempo não deixa nada de fora. Dane Dahan já teve um personagem mais diversificado, ironizado pelo seu amante e talvez não mais amigo na trama  William Burroughs ( Ben Foster). O filme traz essa metodologia desse movimento que realmente aconteceu nos final dos anos 40 e início dos anos 50 da quebra de paradigmas e esteriótipos, que são impostos, muitas das vezes por pessoas infelizes até, é um ensinamento, uma dádiva e o filme KILL YOUR DARLINGS é um bom filme para se aventurar nesse universos cinematográfico.

Nota : 8,2

Avaliação: 5 de 5.

Desperados – Crítica

Desesperados é uma comédia romântica digirida por L.P, escrito por Ellen Rapoport, e distribuído pela netflix. O filme conta a história de Darya (Nasym Pedrad), que buscar ter seus relacionamentos, embora o que para muitos é uma mira de sorte, e o que ela não têm. Incapaz de lidar com suas emoções provocadas pelas diversas situações que vive, ela conhece, Sean Mcguire ( Lamorne Morris), num encontro as cegas, o que parece ser um personagem que pararia por ali, e que nunca mais veríamos , porém, durante o filme , o seu papel mostra um valor totalmente importante, até sendo um dos melhores papéis nessa comédia. Após receber seu fora, Darya esbarra em Jared ( Rob Amel), o que parecia ser o par de Darya no filme.

Sucesso da Netflix, Desperados é detonado; veja o motivo

Os dois começam a sair, e muito romance para lá e para cá. Dias depois, Darya percebe ele, Jared (Rob Amel) não estava mais falando com ela, e o que provoca diversas e diversas crises, provocando a suas amigas a escreverem uma mensagem para ele pesada, pesada e novamente pesada.

Com isso, Darya e sua amigas Debbie( Jessica Chaffin) e Brooke ( Ana Camp) estão mandando a mensagem , e em outra cena, uma resposta de Jared dizendo que ele estava internado em estado gravíssimo de morte, o que sugere esse nome ” desesperados“, por que as amigas vão até o México, onde o namorado de Darya estava, e a missão era apagar a mensagem do computador dela, coisa que não seria nada fácil.

Após chegarem na cidade do México, acabam encontrando o cara que tinha dado o gelo em Darya, Sean. Ele estava passando alguns dias e o seu desenvolver na história foi bem mais adequado, fortalecendo o seu valor no personagem, e até mais do que Jared ( Robbie Amell).

Desperados | Crítica | Arroba Nerd

O filme vai lhe apresentando os detalhes, a separação das amigas, quando Darya, mesmo ironizada pelo seu objetivo só quer pegar o notebook, e apagar a mensagem , não se importando com os risco, mesmo que tenha sido presa, mostrando seu egoísmo por “talvez” gostar de um homem, que ela nem sabia se era o seu verdadeiro elo amoroso, nem sabendo sobre ele .

O que acaba mudando quando, Sean, que teria tido se casado durante 8 anos, e que sua esposa teria morrido, pois, somente conseguido saído com outras pessoas a partir de um momento exato.

Darya se deixa levar, suas amigas vão para o México para descobrir formas para Kaylie engravidar, o que a resposta é sempre não medida pela personagem, como se fosse uma monga,Angel de la paz (Heather Graham), que segundos depois têm um momento romântico com Brooke ( Anna Camp), que se manteve firme nesse filme sendo vista como uma amiga bem cem compreensível até em alguns momentos.

O final acaba com o que estávamos esperando: Darya estava mal, mas percebeu que precisava mais de suas amigas do que de um homem, que acabará de descobrir que não era tão importante assim. Ela foi indicada por Sean para um emprego em uma escola como psicóloga ou algo relacionado a essa linha de raciocínio.

Quando encontrou Jared no aeroporto e foram para o avião, ela fala sobre a mensagem e resolve não apagar, o que faz com que ele se desaponte, e saia completamente de sua vida, provocando um momento triste no final do segundo ato ou até no início do terceiro ato.

É bom filme para rir com a família, com seu namorado ou namorada, com certos clichés comuns nos filmes de comédia, mas com um desenvolvimento adequado a esse tipo de projeto. Diversas técnicas que eu gosto nos filmes como regra dos terços, alguns planos básicos e até o plano sequencia ( arrisco em dizer).

Produzido por Mason Novick, um produtor cinematográfico norte-americano. Como reconhecimento, foi nomeado ao Oscar 2008 na categoria de Melhor Filme por Juno. nathan kahane,  é co-fundador da Good Universe, uma empresa independente de financiamento de filmes com serviço completo. Kahane atuou como produtor executivo em mais de 30 filmes em sua carreira e supervisiona o desenvolvimento e a produção da crescente lista de filmes da empresa.

A escritora Ellen Rapoport, é uma roteirista e escritora americana.

Avaliação: 0.5 de 5.
sosimprensa.wordpress.com/

Blog do projeto de extensão da Faculdade de Comunicação/UnB

Meta Galaxia

Vídeo games, cinema, eSports, HQ, mangás e Séries

Megalomania Cultural

Todas as críticas sobre cinema, séries, novelas e música, desconstruindo conceitos e instigando leitores.

Sinfonia de Ideias

Posts para seus ouvidos

JÁ VIU?

1 filme por dia, todos os dias.

O Colecionador - Música Independente

MÚSICA PARA APAIXONADOS PELO UNDERGROUND

Música (é Magia) Para Todos - RJ

Eventos de música no RJ e notícias sobre o cenário musical do país

Blogue do Ernani Terra

Um espaço para falar de língua e literatura

Guia de Terror

Para os aficionados ao gênero ou apenas curiosos

moda design

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-8797202983693514", enable_page_level_ads: true }); </script>

Loja Online Annas Design

Design para Confeitaria

BeBaby Importação

Design e Conforto desde o nascimento.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

sosimprensa.wordpress.com/

Blog do projeto de extensão da Faculdade de Comunicação/UnB

Meta Galaxia

Vídeo games, cinema, eSports, HQ, mangás e Séries

Megalomania Cultural

Todas as críticas sobre cinema, séries, novelas e música, desconstruindo conceitos e instigando leitores.

Sinfonia de Ideias

Posts para seus ouvidos

JÁ VIU?

1 filme por dia, todos os dias.

O Colecionador - Música Independente

MÚSICA PARA APAIXONADOS PELO UNDERGROUND

Música (é Magia) Para Todos - RJ

Eventos de música no RJ e notícias sobre o cenário musical do país

Blogue do Ernani Terra

Um espaço para falar de língua e literatura

Guia de Terror

Para os aficionados ao gênero ou apenas curiosos

moda design

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-8797202983693514", enable_page_level_ads: true }); </script>

Loja Online Annas Design

Design para Confeitaria

BeBaby Importação

Design e Conforto desde o nascimento.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora